Fonte Instituto Biosegredo

Foto: Divulgação

Fale conoscoFale_Conosco.html
HomeSaude_ZN.html
Em casaEm_casa.html
EspeciaisEspeciais.html
NutriçãoNutricao.html

Síndrome da pressa

Previna-sePrevina_se.html
ClassificadosClassificados.html
Lista de ProfissionaisLista_de_Profissionais.html
EstéticaEstetica.html

A rotina pesada sobrecarrega o corpo e a mente; como lutar contra isso?

       Estresse, tempo corrido e preocupações fazem parte do dia a dia da população – quanto mais cheia a rotina for, mais responsabilidades baterão à porta. O excesso de ansiedade pode gerar futuras doenças e, segundo o fundador e terapeuta do Instituto Biosegredo o, Dárcio Cavallini, é comum que o ser humano desenvolva a “síndrome da pressa”.


Aceleração da Terra

Dárcio Cavallini conta que o cientista e físico alemão Schumann, provou, na década de 1950, que o planeta Terra, além de girar, pulsa como o cérebro humano, emitindo impulsos elétricos que foram medidos por ele. “Na época, Schumman constatou que a Terra pulsava em quase oito ciclos por segundo. De lá para cá, após a Segunda Guerra Mundial, observou uma aceleração crescente e constante nesse pulsar do planeta, que hoje atinge a casa dos 14 a 16 ciclos por segundo”, explica.

Segundo o terapeuta, muitos cientistas atribuem essa aceleração aos grandes eventos catastróficos que têm acontecido regularmente: tsunamis, terremotos, vendavais, tufões e tantos outros que geram medo e destruição. “Do mesmo modo que a Terra pulsa, o corpo humano também pode ser medido no cérebro pelo eletroencefalograma. O pulsar medido em ciclos por segundo indica o estado emocional e padrão vibratório do paciente e, quanto maior o número de ciclos por segundo, maior seu estado acelerado indicando estresse”, declara.

Seguindo a lógica do estudo, o mundo está demasiadamente acelerado devido ao alto nível de estresse. Dárcio explica que o pulsar do planeta Terra é a somatória do pulsar cerebral de cada um dos seus habitantes, concluindo-se, então, que a média da população mundial também está acelerada e em estado de estresse.


Equilíbrio

“Basta dar uma rápida olhada pelos noticiários para ver que o mundo está se matando. Há guerras por todos os lados. Em alguns países, mata-se por um Deus escondido num sistema religioso. Em outros, por domínio político ou pelo poder. Até quando iremos caminhar nesse sentido sem fim?”, pergunta Cavallini.

O terapeuta explica que os seres humanos têm o poder de melhorar o padrão vibratório do planeta Terra. Segundo Dárcio, as pessoas devem agir com calma e sabedoria e, a partir daí, iniciar o processo de reajuste energético, para o mundo voltar a pulsar em oito ciclos por segundo.


Exercício

Dárcio Cavallini declara que um simples exercício de relaxamento pode ajudar a combater o estresse da rotina. “Comece agora: sente-se confortavelmente, feche seus olhos e respire profundamente. Repita essa respiração por 3 ou 4 vezes. Em seguida, volte a respirar naturalmente e, permanecendo com os olhos fechados, faça uma lista de tudo pelo que você é grato. Agradeça; vai levar menos de 1 minuto, e depois observe seu corpo”, explica.

O terapeuta afirma que, se cada um fizer sua parte, o planeta Terra voltará ao seu estado natural. “A partir daí, não importam as injustiças, porque você estará fazendo sua parte, estará contribuindo para que o planeta recupere seu estado natural de sobrevivência”, conclui.

 

Mais informações: www.institutobiosegredo.com.br